quinta-feira, 1 de abril de 2010

Porões da igreja.



        Pr. Abimael Alves.


Sexta-feira: Acusado, julgado, condenado, crucificado.
Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem.

Sábado: Um sepulcro, um corpo envolto em panos, uma pedra.
O filho do Homem será entregue nas mãos dos homens e mata-lo-ão.

Domingo: Uma promessa, a alegria está de volta, o Deus verdadeiro.
Por que buscais o vivente entre os mortos? Não está aqui, mas ressuscitou...


O cristianismo moderno tem tentado maquiar o cerne do cristianismo primata, estão tirando a cruz, estão tirando o sacrifício vicário, estão esquecendo que Cristo ressuscitou e que ele vai voltar para buscar
a sua noiva, que deve ser imaculada.

Trocaram cruz por holofotes, sucesso, poder, técnicas de crescimento e incentivo ao consumismo.

O sacrifício só é lembrado na hora de pedir grande ofertas em dinheiro, o sangue inocente se transformou
em envelopes impiedosos.

A volta de Cristo se transformou e utopia, em conto da carochinha, para que todos possam realizar os
seus sonhos mesquinhos, já não se ouve mais maranata - O Senhor vem.

Hoje infelizmente muito levaram a noiva (igreja) a se prostituir, ela já não serve mais somente ao noivo (Cristo), ela se prostitui com políticos, com empresários, com cantores que querem se promover e ainda cobram cachês exorbitantes, se prostitui com pregadores que não passam de déspotas que tem no coração somente o desejo de se locupletarem e encherem os bolsos, engodando a todos sem dó nem compaixão.

A igreja pela qual Cristo entregou a sua vida, hoje, cheira mal, está cheia de cadáveres, pessoas que
foram mortas por causa palavras que foram proferidas em nome de Deus.
A cada novo suposto congresso de avivamento, a cada encontro de adoradores extragantes, a cada abala São Paulo, mais e mais pessoas são levadas a fazerem o que líderes os persuadem a fazer e depois de alguns dias a maioria passa a fazer parte da lista dos que foram jogados nos porões das igrejas como algo que se usou e agora já não serve mais.



A minha oração é: Senhor que nessa páscoa nós possamos nos sentir como a noiva amada, que ansiosamente é esperada por ti,  que possamos trazer de volta a cruz e sangue paro os nossos cultos,  e dos nossos lábios o Senhor possa ouvir novamente maranata " VEM SENHOR JESUS.

A Deus toda honra e toda gloria.

Um comentário:

porele disse...

Belíssimo texto! Triste realidade...

"Digo-vos que depressa lhes fará justiça. Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?" (Lucas 18:8)

por Ele